Automação Residencial e Predial

Automação Residencial

 

Até pouco tempo só era possível ver o que é automação residencial em filmes, em construções super tecnológicas ou em casas luxuosas. No entanto, hoje, esse cenário mudou, e a automação residencial vem se revelando uma possibilidade cada vez mais acessível e fundamental aos projetos, quer sejam em reformas ou em edificações mais novas.

 

A automação residencial procura ser um sistema inteligente, operando como um facilitador de processos, sem complicações desnecessárias para a vida do usuário. Embora a compreensão sobre a maneira como operam seja um pouco desconhecida, o principal objetivo das inovações em tecnologia é tornar a vida das pessoas mais fácil, simples e segura.

 

Quais áreas podem ser automatizadas?

 

O objetivo é conectar aparelhos e dispositivos entre si, que no que lhe concerne, são acionados e se comunicam através de um controle centralizado, acessado por smartphones, tablets ou computadores, incluindo: Eletrodomésticos, luzes, tomadas elétricas, alarmes, sistema de controle de temperatura (refrigeração e de aquecimento), detectores de fumaça, janelas e portas, sistema de irrigação de jardim, câmeras de vigilância, e muitos outros aparelhos e sensores.

 

Nesse sentido, é possível ativar ou desativar, por exemplo, as luzes em horários específicos a cada dia, ativar a iluminação quando o alarme do sistema de segurança for acionado, ou ainda programar o aquecedor ou o ar-condicionado para ligar minutos antes da sua chegada em casa. 


Os principais recursos capazes de trazer comodidade às pessoas e, normalmente, também os que elas mais gostam são:

Controle da iluminação com cenários, som ambiente e possibilidade de música por toda a casa, salas de cinema com telas de ultra definição, cortinas motorizadas, entre outras.

 

Já no aspecto da segurança, a automação residencial traz uma camada adicional que é o controle, ou seja, saber o que acontece na casa, mesmo quando não há um sinistro.

 

Ficar ciente sobre quando uma porta ou portão for aberto, ou fechado, tirar uma foto e enviar para o proprietário por e-mail, sensor de vazamento de água, gás e CO e até alteração brusca na temperatura do local.

 

No que lhe concerne, quando o assunto é economia, a automação residencial permite que equipamentos sejam desligados quando não forem mais necessários, problema muito comum em casas, apartamentos e escritórios.

 

Quais as tendências no mercado atualmente?

 

Enquanto a inteligência artificial (AI) se sofistica mais, e os sistemas como a Amazon Alexa e o Google Home têm se tornado mais comuns por meio da Internet das Coisas (IoT), a tendência é que a integração das inúmeras aplicações nos espaços residenciais entre em nossas rotinas, cada vez mais.


Em resumo, a tecnologia chegou para ajudar as pessoas a viverem melhor. Composto por sensores, atuadores e uma central de comando, o conceito de automação residencial permite que os moradores tenham uma vida mais segura, confortável e econômica.

Automação Residencial.png

Automação Predial

Automação predial é inteligência distribuída, é economia de energia, é eficiência operacional, e redução de custos. A automação predial permite a execução de rotinas e tarefas de forma automatizada, por meio da utilização de dispositivos elétricos, eletrônicos, pneumáticos, simplificando a vida diária das pessoas e proporcionando conforto, segurança e economia. Para garantir a segurança e a qualidade nessas atividades, é importante a adoção de um sistema de automação predial ou building management system (BMS) específico para as demandas de cada  uso das edificações.

 

Quais aplicações?

Ar-condicionado: gerencia todo sistema de ar-condicionado proporcionando maior conforto e economia de energia.

Controle e Monitoramento de equipamentos: gerador, insufladores, e exaustores.

 

Controle e Monitoramento de sistemas de Uso e Reuso de Águas: bombas, filtros, telhados verdes, estação de tratamento de esgoto, poços. Menor consumo de energia: controle de iluminação, dimerização, controle crepuscular, sensores de utilidade para gerenciamento de energia otimizando os custos.

 

Atualmente, muitas das tecnologias desenvolvidas para automação predial já estão incorporadas de fato aos novos projetos e essa demanda do mercado, gerou a necessidade de uma infraestrutura de cabeamento capaz de suportar as atuais e novas aplicações das telecomunicações e de automação predial, devendo conseguir permitir o funcionamento de todos os sistemas.

Automação Predial.png