CFTV

Na área de sistemas de monitoramento e segurança eletrônica, CFTV é a sigla utilizada para Circuito Fechado de TV, que teve origem na sigla em inglês para o mesmo serviço, o CTV (Closed Circuit Television).

 

Mas, na prática o que é CFTV? O Circuito Fechado de TV nada mais é do que um sistema de monitoramento interno, realizado através de câmeras distribuídas e conectadas a um sistema central, que disponibiliza as imagens através de monitores assim como realiza a gravação desses registros.

 

O CFTV é utilizado principalmente para monitoramento e vigilância, visando registrar incidentes de segurança, vandalismo, comportamento indevido e diversas outras ocorrências. No entanto, vem sendo muito utilizado também para outros fins, como monitoramento viário, para fins ambientais, comportamentais, segurança do trabalho, entre outros.

 

Através do uso do CFTV é possível que uma equipe de segurança monitore em tempo real e até remotamente o que está acontecendo em cada ambiente, 24 horas, e tome as ações necessárias quando alguma anormalidade é detectada.

 

Além disso, ele possibilita que as imagens registradas fiquem gravadas e que possam ser analisadas posteriormente, auxiliando na identificação de suspeitos e até sendo utilizadas como provas em processos legais.

 

Outra vantagem é que a presença de um sistema CFTV, principalmente devido às câmeras, inibe a ação de criminosos e pessoas mal intencionadas, pois fica claro que tudo que está sendo feito naquele ambiente está sendo monitorado e registrado.

 

CFTV da Maxintec

Para entender bem o que é CFTV, é importante saber também a diferença entre as duas categorias de sistema utilizados, o analógico e o digital.

 

Os sistemas analógicos vêm sendo utilizado desde o começo e nele as câmeras analógicas são conectadas aos dispositivos centrais (DVR) por cabos coaxiais e as imagens são então exibidas em monitores específicos.

 

Com o sistema digital a qualidade de imagem é muito superior, pois são utilizadas câmeras com tecnologia IP, estas são ligadas através de cabos UTP (cabo de rede) ao terminal central (NVR), que ao final podem disponibilizar as imagens de maneira remota, através de monitores HD e até através de celulares e tablets.

 

Os sistemas analógicos ainda são os mais utilizados devido ao legado construído durante às últimas décadas e principalmente ao seu custo que é menor, mas ainda mantendo uma qualidade aceitável.

 

Por outro lado, os equipamentos digitais costumam ser mais caros, mas a qualidade de detalhes das imagens é muito superior e essa vem sendo a tendência do mercado atual e futuro.

Principais Marcas

Hikvision-Logo.png
Giga-Logo.png
Axis-Communications-Logo.png
Dahua-Logo.png
Intelbras-Logo.png